IDY: Cemitérios de Dragão


Olá, tudo bom? Eu espero que bem, eu estou em uma perfeita confusão nesses últimos dias e me desculpe minha falta de interesse aqui no blog. A única coisa que tenho postado são texto que estavam no rascunho do blog, alguns eu escrevo na hora mesmo, outros são sentimentos antigos que voltam e eu tento descrever para que me sinta melhor. 
Me desculpe por não estar respondendo e nem retribuindo os comentários, mas é o desanimo mesmo. Mas eu simplesmente não consigo abandonar o blog, passou pela minha mente, mas tenho certeza que na outra semana eu já estaria de volta com textos depressivos. 
Mas vamos ao que interessa. Aqui estou eu para mais um I Dare You, ainda de março, pois eu dei um enrolada nas minhas leituras mês passado e finalmente terminei esse livro maravilhoso, que estava na categoria de +300 páginas.

Cemitérios de DragõesNome: Cemitério de Dragões - Legado Ranger I
Autor: Raphael Draccon
Ano: 2014 
Páginas: 352
Editora: Rocco
Em diferentes pontos do planeta Terra, cinco pessoas com histórias e origens completamente distintas desaparecem por motivos variados e acordam numa outra realidade. Em meio a guerras envolvendo demônios, dragões, homens-leão, seres fantásticos e metal vivo, os cinco precisam compreender os motivos de estarem ali e combater um mal que talvez não possa ser impedido. Este é o mote de Cemitérios de dragões, o novo romance de Raphael Draccon, que marca a estreia do selo Fantástica. No livro, o autor de Dragões de Éter apresenta uma versão moderna e adulta de um universo inspirado por séries queridas por toda uma geração como Jaspion, Changeman, Flashman, Black Kamen Rider e Power Rangers.

Eu já estava de olho nesse livro quando percebi que ele era brasileiro, eu já estava tentando pegar alguma série de livros assim e quando li a sinopse meu coração foi a loucura, eu realmente fiquei louca para ler. 
O livro começa com uma narrriativa cansativa e como estava lendo um livro com uma narrativa totalmente diferente foi meio difícil pegar no tranco, mas eu peguei e fui. E fui, parei, voltei enfim, foi difícil, mas quando menos percebi já estava terminando e eu não sabia se chorava de emoção ou se pulava e gritava para todo mundo ler. 
A história conta a vida de vários personagens do nosso mundo que foram parar em lugares totalmente diferentes da sua realidade.
Derek é apresentado primeiro, um soldado americano, nesta dimensão ele está sendo escravizado junto com outras criaturas como anões, gigantes, humanos orientais com os quais ele não consegue se comunicar e outros seres que parecem humanos, mas não são. Ao longo da história ele conhece Amber, uma irlandesa. 
Logo conhecemos Ashanti uma africana ( umas das minhas favoritas), nesta dimensão ela foi em um lugar cheio de monges e parece estar relacionada a alguma profecia local. 
Bem depois o autor apresenta Romain, um francês, no estilo tipico de franceses, Ele é um ator, mestre em Parkour e está engaiolado, é o condenado como o chamam por ali na vila, pois a primeira aparição dele na dimensão foi nu e segurando duas galinhas de cabeça para baixo. Nessa mesma história a gente conhece Daniel, que logo entra em apuros junto com Romain, um nerd brasileiro . Obviamente eles não se entendem muito bem no início, afinal, os dois acabam sendo condenados à forca. Com muita habilidade os dois conseguem sair da vila e fugindo da forca.

No fim, eles acabam se encontrando e eu ficava impressionada a cada capítulo, sem saber o que fazer ou o que esperar de tudo. Eu lia com empolgação e quase chorei quando aconteceram coisas que eu já esperava que aconteceria.
E a única coisa que consigo pensar é na criatividade dele para fazer um livro misturando a fantasia que conhecemos com POWER RANGERS. Isso mesmo.

E as referências? Meu Deus, e isso acontece principalmente com o nosso personagem Daniel, que como podem ver é o nerd do grupo, Harry Potter, Tarantino e é claro, Star Wars.
E relaxe que o livro não é só amor e faíscas, diferente do que esperamos esse realmente tem sangue e violência. Ele trás uma história mais realista e adulta.

Esse livro é para aqueles que como eu é apaixonado por fantasias, seres sobrenaturais e referências. Sim, referências a todo tempo e toda a hora (me identifico muito com o Capitão América, me desculpe).
E eu estou juntando meu rico dinheirinho para o próximos livros que virão e me preparando mentalmente para ler as outras obras desse autor incrível.


10 comentários:

  1. OH MY GOD! Esse livro parece maravilhoso! E é fantástico que é uma obra brasileira, esses livros de ação parecem muito gringos sabe?
    Eu também to querendo uma série de livros para ler, porque nunca li uma :(
    Enfim, gostei muito, quero para mim <3
    Bjjs!
    paraliseiobico.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, parece, mas é maaravilhoso!
      Nunca? Mds
      Pode começar agora.
      Obrigada

      Excluir
  2. Nossa ! Oh Deus mio ! ADOREI ! Esse livro parece ser fantástico, com certeza excepcional, tb te indico "para sempre" da série imortais.... Acabei de ler ele e falta ainda mais 6 livros da saga (hahahaha) fora o da irmãzinha dela ( A Riley )
    #hajatempodesobra
    Beijos ;*
    Quele Lorrane ♥ | Girls Sweet

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu já ouvi falar, mas muita gente me disse que é ruim.
      Obrigada

      Excluir
  3. Oi, oi Lunii! :D
    Não conhecia esse livro, mas CARACA! Já vai para minha lista de nacionais que tenho que ler <3
    Te indiquei no prêmio dardos, dá uma olhada lá :D
    Beijos!
    Borboletas de Papel | Fanpage

    ResponderExcluir
  4. OMFG! HOMENS-LEÃO!
    Já vi que vou ler e recomendar para o colégio, porque os livros que a diretora escolheu estão vergonhosos!
    Gente, esse tá no topo da minha lista. Sério.
    PS: Apesar de eu não ter comentado em nenhum outro post ~porque eu sou uma naja aaksjak~ eu amo os teus textos e me identifico bastante com eles.
    szsz
    Hayhu ☮

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, homens leão.
      recomenda mesmo fjajfdnanf
      Obrigada cara <3

      Excluir
  5. Eu já quero ler esse livro há muito, muito tempo mesmo. Parece ser muito bom e ele ser brasileiro me cativa ainda mais, mas eu tô tão atolada... Até nos livros da escola eu tô atolada, acredita?
    Um beijo
    blogestrelasdepapel.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na escola não tem nada pra mim ler, acredita?
      Uma merda.
      Obrigada

      Excluir

-Não ofenda ninguém
-Sigo de volta se eu quiser
-Comente o link do teu blog, irei retribuir
-Aceito pedidos de afiliação
Obrigada pela visita!