Julgando meu futuro

Em certo momentos das nossas vidas somos obrigado a decidir coisas que possa fazer uma grande diferença na sua vida, você pode escolher ir ou não ir e em ambas as situações haverá consequências, dores, arrependimentos e o que mais me marca: o julgamento.
Eu que infelizmente sou frágil nesse sentido sofro particularmente disso, sofro por ter feito a decisão errada, sofro por não conseguir realizar um sonho e sofro por não saber as consequências que isso trará. 
Tento construir um mapa dos resultados, tantos bons quantos negativos e no fim sempre uma coisa me dói, uma coisa me atormenta. 
E é aquele grande problema ''e se?". 
Talvez o que me dê medo seja bobo e eu consiga um o resultado esperado. Mas penso em mim, eu que me conheço bem, sei que as coisas comigo tem que ser construídas de pouco em pouco, tijolo por tijolo, tudo bem pensado. 
O medo de falir, o medo de ser igual aquela pessoa que eu julguei em pensamentos. O medo de não conseguir ser boa o bastante. 
Mas a solução na verdade é realmente bem prática, é tudo eu quem decido, é tudo que eu monto, as ações tem consequências. Plantarei o certo para não colher o errado.